Publicidade

Queda na População de Elefantes Africanos. | Textos de Ciências e Biologia


Estudo mostra queda na população de elefante da África. Elefantes Africanos (Loxodonta africana) estão em perigo pela caça ilegal e perda de habitat. Apesar da atenção global para a situação dos elefantes, o tamanho e as tendências de suas populações são incertos ou desconhecidos em grande parte da África. 

Queda na População de Elefantes Africanos

Para conservar essas espécies icônicas, os conservacionistas precisam de dados precisos e oportunos sobre as populações de elefantes da África. Em um estudo sobre o tema os pesquisadores encontraram os resultados do Grande Censo do Elefante (GEC), a primeira pesquisa padronizada em todo o continente sobre os elefantes da savana africana. Os cientistas também forneceram o primeiro modelo quantitativo das tendências da população de elefantes em toda a África. 
  • O estudo estima uma população de 352.271 elefantes de savana em locais de estudo em 18 países, representando aproximadamente 93% de todos os elefantes de savana naqueles países. 


Características da População de Elefantes Africanos  Textos para aulas de Biologia
by Pixabay

As populações de elefantes nas áreas de pesquisa com dados históricos diminuíram em uma estimativa de 144.000 de 2007 a 2014, e as populações atualmente estão encolhendo em 8% ao ano em todo o continente, principalmente devido à caça furtiva. Embora 84% dos elefantes tenham ocorrido em áreas protegidas, muitas áreas protegidas tinham restos de carcaça que indicavam altos níveis de mortalidade por elefantes. 

Os resultados do GEC mostram a necessidade de ação para acabar com a trajetória de queda dos elefantes africanos, impedindo a caça furtiva e protegendo o habitat.

Comércio do Marfim e a extinção do Elefante Africano.

Existe um comércio de marfim do Elefante Africano em seu habitat que tem um significado de extrema importância para as espécies destes animais que correm, até mesmo, risco de extinção. A utilidade do marfim no cotidiano das pessoas faz com que a venda seja lucrativa para determinadas comunidades. O tipo do elefante africano com uma altura considerável uma espécie que vive em risco de extinção 


A complicada natureza do comércio do marfim Africano: 

É preciso desenvolver soluções para conter a natureza destrutiva da caça furtiva e promover a conservação do elefante.  A situação atual e a conservação de elefantes na África é extremamente ambígua e cheia de muitas incertezas. 

Uma pesquisa da University of New Jersey teve por objetivo investigar as fontes desta complicação, que resulta de uma ampla variedade de assuntos, incluindo (mas não limitado a) geopolítica, o imperialismo, a legitimidade governamental, política externa, e hoje em dia as influências ocidentais.


Comércio do marfim

Além disso, de acordo com a pesquisa certas ramificações ecológicas do comércio de marfim Africano do elefante atualmente e lança luz não apenas sobre os problemas relacionados com a caça ilegal, mas também a pressões estranhas, internas e externas, que estão causando uma alta demanda pelo marfim que tem um grande peso na extinção da espécie.

Através de tais análises, este trabalho investiga possíveis soluções para reduzir a caça ilegal e estimular a conservação do Elefante Africano, bem como aliviar os países africanos de estresse pós-imperialista, concedendo-lhes maior autonomia sobre o assunto.

Veja também:

Fontes
 Jonah M. Williams Rutgers, The State University of New Jersey Confira o artigo na íntegra
Chase MJ, Schlossberg S, Griffin CR, Bouché PJC, Djene SW, Elkan PW, Ferreira S, F Grossman, Kohi EM, K Landen, Omondi P, Peltier A, Selier SAJ, Sutcliffe R. ( 2016 ) Continente-ampla pesquisa revela declínio maciço em elefantes da savana africana . PeerJ 4 : e2354 https://doi.org/10.7717/peerj.2354

Imagem: Por The author is nickandmel2006 on flickr - Transferido de en.wikipedia para o Commons., CC BY-SA 2.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=2281482



Por Blog do Ensino de Ciências

compartilhe compartilhe compartilhe compartilhe
Compartilhe nas Redes Sociais!


Professor e Especialista em Ensino de Ciências, pela UFF/RJ, com mais de 25 anos de magistério. Criei este Blog para compartilhar conteúdos com professores e estudantes de Ciências e Biologia.

Publicidade

Recomendados para Você:
.
Tecnologia do Blogger.
 

João 3 16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

voltar