Publicidade


Planejamento de Ciências EJA - Educação de Jovens e Adultos

Sugestões para Planejamento de Ciências EJA - Educação de Jovens e Adultos. Para Ensino fundamental anual ou semestral. Planejamento curricular de ciências anual com uma relação direta com o Projeto Político Pedagógico da Unidade Escolar e com os projetos que serão desenvolvidos na escola.

Planejamento de Ciências EJA - Educação de Jovens e Adultos

Objetivos Gerais do Planejamento de Ciências EJA:


Desenvolver as habilidades de:
• observar e experimentar fenômenos, verificando regularidades;
• elaborar e validar hipóteses;
• organizar dados e informações por meio de desenhos, tabelas, gráficos ou esquemas;
• comparar idéias e observações de fenômenos;
• analisar, sintetizar, interpretar e comunicar informações;
• produzir texto informativo utilizando linguagem corrente e terminologia adequada;
• interpretar problemas, discutir propostas etc

As atitudes a serem incentivadas no ensino de Ciências Naturais no EJA  são, entre outras:
• curiosidade;
• respeito à diversidade de opiniões;
• persistência na busca e na compreensão das informações e das provas obtidas por investigações;
• valorização da vida em sua diversidade;
• preservação do ambiente;
• apreço e respeito à individualidade e à coletividade.


Tem-se por fim apresentar conteúdos, no contexto do PPP considerando uma base para um desenvolvimento autônomo, das aprendizagens da escola relacionadas significativamente com as preocupações comuns na vida. Tangenciando a linha mestra do Projeto Político Pedagógico e a temática do ensino de ciências EJA, sendo possível generalizar a contextualização como recurso para tornar a aprendizagem significativa ao associá-la com experiências da vida cotidiana ou com os conhecimentos adquiridos espontaneamente.
Objetiva-se também, tendo em vista, a temática abordada nos projetos propostos pelos professores da Unidade estabelecer uma relação do conteúdo de ciências com os temas de interesse que jovens apresentam, durante o processo de construção de conhecimento acerca de si e seu contexto social, ou seja, relacionados com contextos sociais e de cidadania e a QUALIDADE DE VIDA.
Assim, busca-se instigar questionamentos, problematizar e buscar alternativas para enfrentamento e superação, educação e hábitos.
Partiremos da consideração de que o foco central é o homem e sua ação histórica, social, política e ética.

Publicidade

Objetivos específicos do Planejamento de Ciências EJA:

Diversidade da vida e Ambiente

• Origem, evolução e características dos seres vivos.
• Diferentes grupos de seres vivos (moneras, protistas, fungos, plantas, animais) e os vírus.
• Distribuição da vida no planeta.
• Papel ecológico dos seres vivos: populações e comunidades, interações biológicas, interação ser humano – demais seres vivos.
• Os seres vivos e o ambiente.
• Mudanças climáticas, estações do ano.
• Poluição, lixo, enchentes, deslizamentos, problemas ambientais; mudanças globais (aquecimento, efeito-estufa, mudanças na camada de ozônio).
• Terra e Universo: o planeta e seus movimentos; períodos de claro e escuro (dia e noite); hora e fuso horário; calendário (dia, mês, ano); estações do ano. Sol e planetas do Sistema Solar. Origem, estrutura e organização do Universo: estrelas e sistemas planetários, galáxias

Matéria e Energia: conceituação básica

• Medições (medidas e suas unidades, distância, área e volume)
• Forças (força gravitacional, peso).
• Energia e Potência.
• Temperatura e calor.
• Som e luz.
• Eletricidade.
• Átomo e molécula.
• Ligações e reações químicas

Terra e universo:

• observação direta, busca e organização de informações sobre a duração do dia em diferentes épocas do ano e sobre os horários de nascimento e ocaso do Sol, da Lua e das estrelas ao longo do tempo, reconhecendo a natureza cíclica desses eventos e associando-os a ciclos dos seres vivos e ao calendário;
• busca e organização de informações sobre cometas, planetas e satélites do sistema solar e outros corpos celestes, para elaborar uma concepção de universo;
• estabelecimento de relação entre os diferentes períodos iluminados do dia e as estações do ano, mediante observação direta local e interpretação de informações sobre esse fato em diferentes regiões terrestres, para compreensão do modelo heliocêntrico;
• valorização dos conhecimentos de povos antigos para explicar os fenômenos celestes;
• valorização do conhecimento historicamente acumulado, considerando o papel de novas tecnologias e o embate de idéias nos principais eventos da história da astronomia até os dias de hoje;
• caracterização da constituição da Terra e das condições existentes para a presença de vida

Ser humano e saúde:

a importância de reconhecer e promover os recursos para o bem-estar e a saúde dos indivíduos da comunidade escolar;
• a concepção de saúde como produto dinâmico de relações culturais e ambientais, ambas essenciais ao desenvolvimento humano;
• a necessidade de, ao estudar questões relativas ao corpo humano, incentivar que o estudante conheça melhor seu próprio corpo

CONTEÚDOS TRADICIONAIS PARA PLANEJAMENTO


     

    • Astronomia

    • universo;

    • sistema solar;

    • movimentos celestes e terrestres;

    • planeta Terra.

    • astros;

    • origem e evolução do universo;

    • gravitação universal;

    • Matéria.

    • Materiais, Átomos e Moléculas.

    • constituição da matéria;

    • propriedades da matéria;


     

    • Biodiversidade.

    • organização dos seres vivos;

    • sistemática;

    • ecossistemas;

    • desequilíbrios ambientais;

    • biosfera;

    • interações ecológicas;

    • origem da vida;

    • evolução dos seres vivos.

    • níveis de organização;

    • Energia.

    • água;

    • ar;

    • solo;

    • teia alimentar;

    • cadeia alimentar.


     

    • Sistemas Biológicos

    • célula;

    • organismo humano;

    • saúde e qualidade de vida;

    • biotecnologia;

    • ciência, tecnologia e sociedade;

    • morfologia e fisiologia dos seres vivos;

    • mecanismos de herança genética.


     

    • Matéria e energia

    • ligações, transformações e reações químicas;

    • movimentos, leis de Newton;

    • formas de energia;

    • calor, ondas;

    • conversão de energia;

    • transmissão de energia;

Planejamento de Ciências EJA
by Pixabay

Metodologia para Planejamento de Ciências do Eja

  • Sistematização dos conhecimentos
  • Estabelecimento do conjunto de conteúdos necessários
  • Seleção de atividades de exploração e conclusão 
  • Previsão dos modos de avaliação
  • Roda de conversa sobre as teorias da formação do universo; exibição de filme sobre a temática para que os alunos respondam um questionário sobre o filme.
  • Roda de conversa e pesquisa bibliográfica sobre as teorias
  • Utilização de data show 
  • Utilização de vídeos e músicas que abordem a importância dos temas abordados
  • Uso de modelos, a abordagem de conhecimento das concepções prévias, representações visuais do corpo humano em materiais de ensino e relação Ciências e Arte
  • Utilizar a informação veiculada por alunos tendo como objetivo uma linguagem mais adequada aos estudantes da escola.
RECURSOS DIDÁTICOS 

Pedagógicos:  material  xerocopiado,  cartaz,  targetas,  pincel,  quadro/lousa,  fita  adesiva,  slides [lâminas].
Tecnológicos: notebook, data show, caixa de som.
Audiovisuais: vídeo [documentários, curta-metragem, vídeo-clip...]

A profundidade de abordagem do tema será adequada a cada Unidade de Progressão respeitando as potencialidade e possibilidades de cada unidade a fim de adentrar o assunto e explicitá-lo de forma adequado e coerente com as capacidades dos alunos.

Planejamento para Avaliação no EJA

A avaliação tem os seguintes objetivos centrais:
• Compreender por que determinadas atividades foram mais ou menos bem sucedidas, de forma a melhorar seu desempenho no futuro.
• Fornecer base objetiva para a prestação de contas aos principais detentores de interesse, ou seja, às pessoas afetadas pelas intervenções.
• Oferecer resultados que contribuam para a determinação dos recursos.
• Contribuir para a compreensão do processo de desenvolvimento de cada pessoa, aumentando o conhecimento sobre suas possibilidades e suas limitações.
• Estabelecer condições propícias para a atividade pedagógica, indicando possibilidades e necessidades.
• Ajustar e redefinir objetivos, metas, conteúdos e estratégias.
• Permitir o autoconhecimento e contribuir para que os envolvidos possam tomar decisões sobre sua aprendizagem.
• Alimentar a crítica e a autocrítica, de forma a permitir que os participantes possam interferir na dinâmica dos acontecimentos

http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/eja/propostacurricular/segundosegmento/vol3_ciencias.pdf
http://portal.sme.prefeitura.sp.gov.br/Portals/1/Files/16108.pdf
https://www.seduc.pi.gov.br/arquivos/diretrizes/10-normativa.pdf


>> Fazer Cursos Online é uma forma rápida e prática de aprender. Então, confira os cursos de Curso de Psicoterapia e Educação Ambiental sugeridos pelo CieBio.

>> Aproveite! Clique aqui e inscreva-se em nossa newsletter para receber periodicamente novidades do CieBio.


compartilhe compartilhe

Compartilhe nas Redes Sociais!


Ronaldo Silva: Professor e Especialista em Ensino de Ciências, pela UFF/RJ, com mais de 25 anos de magistério.

Recomendados para Você:
Publicidade
 
Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade | Meio Ambiente LexiWiki

Material para Ensino Fundamental (6 Ano, 7 Ano, 8 Ano e 9 Ano) e Ensino Médio (1 Ano, 2 Ano e 3 Ano)

João 3 16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.